Senhoras

Canta Circe, rainha de Eia, diz dos caminhos amarelos, a linhagem do sol na Cólquida reinou, o solo floresceu e Medéia nasceu, sob o signo das Bondosas.

Meu Grão-amado das lendas dos touros brancos, olhei e vi: o templo carmim no seio do Parnasu. Ao ceifador todas as cabeças curvam-se, divinas e humanas.

Circe, a antiga terra de seus antepassados o fogo nos roubou, desabrigados ficamos vegetando nas praias de Caronte, sem moedas, somente nossos antigos olhos.

Canta Medéia, do carro de dragões, vem e leva-nos aos Elíseos.Imagem

Anúncios

Gostou do texto? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! Continue lendo os outros artigos do blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s