Santos homofóbicos?

Até onde podemos determinar o caráter de uma pessoa por seus atos? Sim, quero abordar este assunto, pois a admiração de uma amiga por certa figura pública polêmica por sua fala contra os homoafetivos, e sua defesa contra a criminalização da homofobia  causou-me total estranhamento e até asco.

A figura em questão é fervoroso religioso que têm uma ojeriza homérica contra os homoafetivos. É um homofóbico clássico, e com agravantes, pois como líder cristão a palavra dele é levada em consideração por uma massa de seguidores, e pessoas assim não diferem muito de Hitler. Porém, o que quero abordar é a conduta dele em outras áreas como minha amiga mesmo falou, tipo, ele é uma ótima pessoa, e tem uma conduta ética irretocável! Não entendo o que seria uma conduta ética irretocável, visto que o mesmo ataca a iniciativa de criminalização da homofobia, é claro, seu esporte favorito que é atacar a comunidade LGBT estaria prejudicado.

Até que ponto comportamentos como o deste senhor terão que ser engolidos por nós? Os homoafetivos ainda terão que enfrentar muitas dificuldades em suas vidas, e não acredito de maneira alguma que a homofobia seja erradicada algum dia, não acredito em utopias. Porém o respeito todos querem, e a ordem deve ser perseguida por todos nós, e para isto que existem as leis, para que todos tenhamos respeito pelo espaço dos outros sem causar distúrbios. Ir contra isto só pelo simples fato que estariam revogados seus hábitos ruins é nó mínimo mesquinho, e desculpe minha amiga, mas esta pessoa não é nunca será uma exemplo de ética.

Sabe aquele seu amigo, que se diz muito amigo, mas não  perde a oportunidade de perguntar se você não quer experimentar ser hétero? Bom, novamente perdoe-me leitor, ele não é seu amigo de verdade. É este raciocínio que sigo em minhas relações e até agora não errei, não tem esse negócio de aceitar o pecador e não o pecado. É muita presunção uma pessoa proferir isto, é muita nojeira! Ser gay não define ninguém, entretanto faz parte da pessoa e reflete sua maneria de lidar com o mundo emocionalmente, e só diz respeito a quem divide sua cama e seus desejos, a ninguém mais; pensando assim cai por terra a expressão sair do armário! Como? Já viu algum hétero sair do armário?

Após o exposto pergunto: um homofóbico pode ser uma boa pessoa?

Anúncios

Gostou do texto? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! Continue lendo os outros artigos do blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s