Como será estar preso em um corpo errado?

Imagine viver um dia de sua vida num corpo que não seja o seu! Agora posicione-se em frente ao espelho e ao invés de ver o seu reflexo se depare com algo totalmente diverso da sua própria concepção de si mesmo como pessoa.

Parece enredo de ficção científica? Não, é pura realidade cotidiana para muitos. A pessoa com transtorno de identidade e gênero, antigamente conhecida como transexualismo, vive esta situação literalmente na pele e no mais profundo de seus sentimentos. Como sentir-se mulher num corpo masculino, ou sentir-se homem num corpo de mulher? A sexualidade é um dos fundamentos de nossa identidade, e é através dela que comunicamos nossas demandas à sociedade. Por outro lado a sociedade é muito refratária a tudo que é dito “diferente” ao comum ou que vá contra os dogmas das religiões do ocidente. Aproveito para salientar que toda a forma de expressão deve ser  respeitada, sobretudo a religiosa.

A cirurgia de redesignação sexual foi durante muito tempo relegada ao campo da clandestinidade e muitos candidatos sucumbiam na mesa de cirurgia onde seus sonhos esvaiam-se junto com o sangue. A cirurgia no caso, não é simples, o pós-operatório é doloroso, porém nada disto importa para quem anseia viver em completa sincronia entre seus sentimentos e sua imagem anatômica. Imagine a vontade de sentir-se completo por tanto tempo almejada sendo alcançada? Após o procedimento que pode muito bem simbolizar o segundo e verdadeiro nascimento do ser humano tanto para si, quanto para a sociedade.

No sentido da saúde, o Brasil tem evoluído a passos largos a pesar de sermos uma nação de preconceituosos não declarados, pode ser só não pode assumir. O don’t ask don’t tell aqui é ao contrário!

A marginalidade ainda é um ponto a ser trabalhado, a falta de políticas fortes e compromissadas com esta população acaba relegando possíveis grandes colaboradores à prostituição, violência e subemprego.

Uma nação só é grande quando consegue respeitar e conviver harmonicamente com a diversidade e isto tem que acontecer desde cedo dentro de casa ensinado a nossos filhos o respeito e não a chacota e o deboche.

O caminho invariável do indivíduo transex é a operação de redesignação sexual. Não seria melhor construir políticas públicas para tanto que atenda a contento esta população? Muitos ainda vão para países remotos procurando um preço acessível para a cirurgia, e vale lembrar que não se trata de estética e sim de funcionalidade mesmo. Comecei falando que o transexual sente-se no corpo errado, e isto precisa ser readequado para que cesse o ciclo de sofrimento e dor desta pessoa.

Voltando ao primeiro parágrafo use a imaginação e fique de frente ao espelho, imagine-se num corpo errado, imagine também um mundo inteiro que ainda não conhece você em sua verdadeira forma. É como ser uma lagarta e se sentir uma borboleta, basta apenas um tempo na crisálida, um casulo que não está ao seu alcance. Quem somos nós para negar esta metamorfose?

Anúncios

4 comentários sobre “Como será estar preso em um corpo errado?

  1. É isso mesmo amigo….muito bom o texto……infelizmente é algo que atormenta qualquer um que se encontra no descrito. parabéns pelo seu blog….continue postando assuntos interessantes e aproveitador p/ um melhor conhecimento de nós mesmos………maravilhoso!!!

  2. TA LINDO A FORMA DE EXPRESSÃO DO TEXTO, SÓ GOSTARIA DE MENCIONAR QUE O SUS ESTÁ DISPONIBILIZANDO ESTA CIRURGIA. DE UMA FORMA REGRADA AINDA, MAS MUITO LEGAL PERCEBER QUE
    A QUESTAO DO PRECONCEITO TÁ DIMINUINDO, POIS A PARTIR DO MOMENTO QUE SE ACEITA O ASSUNTO PASSA A DEIXAR DE SER TABU E AS PESSOAS PASSAM A EXPRESSAR LIVREMENTE SUAS OPINIÕES.
    ALGUMAS PESSOAS TAO ACEITANDO E SE NAO ACEITAREM QUE QUE IMPORTA.
    O MAIOR PROBLEMA É O PÓS O PERAGRATÓRIO. ALÉM DE SER EXTREMAMENTE DOLOROSO A CIRURGIA É BASTANTE DELICADA E UMA PEQUENA INFECÇÃO TALVEZ POSSA COLOCAR TUDO A PERDER.

    MAS A DETERMINAÇÃO DE QUEM FAZ, FAZ COM QUE TUDO FIQUE NOS CONFORMES, ATÉ PQ FICA IGUALZINHO, ATÉ O ESPECULO DE PREVENÇÃO DA PRA COLOCAR. SOU PROFESSORA DE CLÍNICA CIRÚRGICA E SEI DO QUE ESTOU FALANDO.

    ÓTIMO TEXTO PARABÉNS

Gostou do texto? Não gostou? Deixe seu comentário aqui! Continue lendo os outros artigos do blog!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s